Nossa ida à Santiago

Viajamos à Santiago - Chile agora em setembro de 2018, comemorando nossos 4 anos de casamento e em nossa primeira viagem sem as meninas. A viagem foi incrível, fomos em três casais (todos deixaram os filhos) e nosso foco era descansar a mente e o corpo, então alguns dos pontos turísticos mais conhecidos não visitamos, mas mesmo assim foi suficiente para passear bastante e nos encantar e surpreender com uma cidade linda. 

O pacote de aéreo+hospedagem foi um presente dos nossos cunhados e tudo foi decidido meio que de supetão com mais ou menos vinte dias de antecedência do embarque. O hotel que ficamos era muito bem centralizado e isso facilitou muito nossa locomoção durante a viagem.

Não alugamos carro e na maioria das vezes andamos de uber e metrô, foi um uber inclusive que nos levou ao Vale Nevado. Somente um passeio fizemos com van de agência de turismo (que não reservamos antes).

A moeda em Santiago é o peso chileno que é possível fazer o câmbio da moeda nos aeroportos do Brasil ou do Chile, mas optamos por trocar uma parte do dinheiro numa casa de câmbio, com a cotação de 1 real a 155 pesos, a outra parte tivemos que sacar do caixa eletrônico (com uma cotação mais alta), já que nos dois primeiros dias que chegamos era feriado e estava quase tudo fechado. 

A temperatura na semana que fomos variou muito, mas na maioria do tempo fez um frio gostoso, só nos passeios durante a noite que nos preocupávamos em sair bem empacotados.

 

 

PRIMEIRO DIA

No primeiro dia da nossa viagem, era feriado em Santiago e decidimos explorar o que havia ao redor do hotel. Algumas ruas estavam fechadas pois iria acontecer um desfile, mas preferimos andar e conhecer melhor as ruas da cidade. Achamos uma estação de metrô e logo compramos um cartão e nele abastecemos com um valor razoável para nós seis usarmos por todos os dias. Nossa primeira parada foi no Restaurante Giratório que não deixa de ser um ponto turístico, já que dele é possível ver toda cidade. O restaurante gira em torno do seu eixo, permitindo uma visão de 360 graus da cidade e da Cordilheira dos Andes. É um dos restaurantes mais visitados pelos turistas em Santiago. Localizado no 18º andar de um edifício no bairro Providencia, a cada hora ele completa uma volta. O movimento é lento, praticamente imperceptível e não causa tonturas ou enjoos. Após alguns minutos você vai perceber que sua mesa não está mais na mesma posição de quando você chegou e a vista à sua frente é de outra parte da cidade. Acessando o site do hotel é possível ver o menu e a média de valores, a culinária é mais requintada e tudo é muito saboroso. 

De lá, fomos andando para um outro ponto turístico, o Cierro San Cristoban e o Teleférico de Santiago. O ingresso do teleférico custa $ 3.500 por pessoa. De lá pudemos ter uma linda vista da cidade, é um passeio legal de fazer e mais em conta. 

 

 

 

 

SEGUNDO DIA

Foi então o dia mais esperado, acordamos cedo, tomamos um café da manhã reforçado, vestimos duas peças de roupas nas partes de baixo e de cima, e fomos de uber mesmo rumo ao Valle Nevado. O uber nos cobrou $100.000 para nos levar e trazer num carro de 7 pessoas. No caminho, o nosso uber mesmo nos orientou a locar as roupas impermeáveis próprias pra neve, no Valle também é possível alugar, mas ficamos com receio de não encontrar mais nada e fizemos tudo na loja. A loja estava lotada em sua maioria por brasileiros, lá recebemos as orientações e procuramos as roupas adequadas pro nosso tamanho. Alugamos calça, casaco, óculos, luvas, botas e o material para fazer snowboard, também era possível locar o sky. O kit completo de roupas com material de snowboard ficou $40.000 por pessoa . 

O caminho pro Valle Nevado é complicado, são mais de 60 curvas fechadas e ao subir sentimos muitas náuseas, mesmo tomando remédios para enjôo, não escapamos nem na ida e nem na volta. São mais ou menos duas horas de percurso, mas chegamos por volta de 12:00, pois o trânsito estava intenso e a pista muito molhada, pois havia nevado no dia anterior. Para entrar e praticar o snowboard pagamos o valor de $25.000 por pessoa.

O Valle é maravilhoso, não existem palavras para descrevê-lo, chegamos e fomos logo tentar praticar o snowboard, lá é possível contratar um professor por algumas horas, mas decidimos nos aventurar por nós mesmos. É mais difícil e cansativo do que parece e logo estávamos suando (sim, suando na neve). As opções de comida não são tão variadas, mas gostosas, a refeição sai em média $15.000 por pessoa. Lá as atividades se encerram as 17:00 e mais ou menos nesse horário nos organizamos pra ir embora, na volta já devolvemos o material que locamos.

 

 

 

TERCEIRO DIA

Decidimos acordar um pouco mais tarde e só saímos de fato do hotel na parte da tarde, fomos ao Shopping Costanera Center que fica ao lado do Sky Costanera, maior prédio da América Latina e também outro ponto turístico. Para subir ao último andar e ter a visão incrível da cidade e dos Andes, pagamos $15.000 por pessoa. O sol se põe muito tarde no Chile em setembro, por volta de 19:30, e infelizmente não conseguimos ir nesse horário, mas mesmo assim, a vista é linda e as fotos ficam incríveis.

Na parte da noite, escolhemos um local bem badaladinho pra conhecer, o Patio Bella Vista. Adoramos conhecer, são muitas opções gastronômicas e com valores variados.

 

 

 

 

QUARTO DIA

O segundo passeio mais incrível que fizemos, acredito ser indispensável! Fomos conhecer Cájon Del Maipo. Fomos numa van com uma agência que conhecemos lá mesmo por acaso, eles nos buscaram e nos deixaram na porta do nosso hotel. Pagamos o valor de $25.000 por pessoa, valor que incluía o traslado e um picnic incrível ao final do passeio (ponto altíssimo da experiência). O caminho é bem mais tranquilo que o Valle e também foi necessário locar botas apropriadas pra neve. A van também fez uma parada numa loja que além de alugar, também vendia toucas, luvas, meias e outros acessórios. Para chegar ao lago e fazer as fotos mais lindas, é preciso fazer uma trilha rápida e tranquila, sentimos um pouco de frio porque estava ventando, mas nada insuportável (estávamos bem agasalhados). Na volta da trilha, todas as vans já estão com os picnics prontos esperando, é lindo de ver e uma delícia desfrutar dele com a vista incrível das montanhas cobertas de neve. O contato do pessoal que nos levou numa van de 16 lugares: Gabriel +56949140038.

Na parte da noite, fomos conhecer um restaurante que também é um outro ponto turístico, o Ocean Pacifics, é um restaurante temático e com uma comida maravilhosa. O cardápio nos deixou até sem saber o que comer com tantas opções. A arquitetura e decoração dos ambientes nos deixou encantados, uma experiência única. É preciso fazer reserva, mas fizemos online mesmo um pouco antes de ir e deu tudo certo. Aqui é possível acessar o menu.

 

 

 

 

QUINTO DIA

No dia de irmos embora, aproveitamos a manhã para conhecer uma espécie de feira que ficava ao lado do nosso Hotel o Centro Artesanal Santa Lucia e compramos vários presentinhos para os nossos familiares. Também fomos à um supermercado e aproveitamos pra comprar alguns azeites e vinhos chilenos. 

 

 

Esses foram nossos passeios, Santiago é um destino com muitas opções de turismo, um dos mais fortes são as vinícolas que não conseguimos conhecer, mas sabemos que valem à pena. Pesquise bastante e vá, foi uma viagem incrível e vai ficar pra sempre guardada na nossa memória.

Please reload

17 Jun 2020

12 Feb 2020

Please reload

© 2016 by Apenas Mãe. Created by LUXLINE FILM & DESIGN

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now