Meu Parto - Parte 2

March 7, 2016

 

 

 

Completei então 37 semanas e numa consulta de rotina descobri que a neném estava encaixada e estava com 1 cm de dilatação, mas será que ela já vai nascer?!?!

 

Saí da consulta achando que a neném nasceria um ou dois dias depois (Dr Alexandre me alertou dizendo que o trabalho de parto latente pode acontecer de forma lenta e que o início da dilatação poderia sim significar 2 ou até 30 dias para o parto, afinal minha data provável, quando completaria 40 semanas, seria dia 25/08/15). Desde esse dia comecei a sentir algumas dores que na minha cabeça eram as contrações e logo eu descobri que não era nada além de incômodos normais dos últimos dias de gestação.

 

Em casa, o berço ainda não estava montado, as roupas não estavam passadas, o kit higiene não havia comprado e corremos com tudo pensando na possibilidade do parto acontecer a qualquer momento.

Para quem espera o bebê vir ao mundo no seu tempo, esse último mês passa mais devagar que a gravidez inteira, e todo dia amanhecemos nos perguntando, será que é hoje?! Esse sentimento é um frio na barriga gostoso e deixa todos ao nosso redor muito ansiosos, acreditando que qualquer ligação é pra dizer que a bolsa estourou.

 

Os dias se passaram, a mala da maternidade já estava pronta, continuei frequentando as aulas de hidroginástica e sempre em contato com a minha doula sobre qualquer alteração que sentia. Eu tinha conhecimento sobre alguns “métodos” que poderiam estimular o início do trabalho de parto ativo, comecei então a tomar chá de canela, fazer bastante agachamentos, caminhadas e sexo (sim, a relação sexual é benéfica neste período se for cômodo para a gestante). Creio que tudo isso tenha influenciado o trabalho de parto, mas preciso dizer que ainda sim, demorou quase três semanas pra minha Valentina nascer.

 

Vale ressaltar que, as dores que eu sentia tinham o intervalo de mais de 10 minutos e o recomendado pela equipe que me acompanhou era que eu só fosse para a maternidade quando as contrações estivessem com duração de quase 1 minuto e com o intervalo de no mínimo 5 minutos entre uma dor e outra, ou seja, eu ainda estava um pouco distante da hora H. Essa recomendação, nada mais é do que nos privar do ambiente tenso do hospital, quanto mais tempo na nossa casa, cercado de quem amamos, mais rápido e fácil o trabalho de parto pode acontecer.

 

Na sexta-feira dia 21/08/15 acordei por volta de 07 horas da manhã com uma dor um pouco mais forte do que senti a semana toda. Levantei feliz imaginando que estaria chegando a hora e ao mesmo tempo tranquila já que estava acostumada a sentir os incômodos e os mesmo não evoluírem . Entrei em contato com a minha doula, pelo whatsapp, e seguia suas orientações. A manhã toda fiquei andando pela casa, quando a dor vinha mais forte entrava no chuveiro quente na tentativa de relaxar.

Durante a tarde percebi que as dores estavam ficando fortes e mais compassadas, conseguia observar a duração e perceber a frequência. Entrei em contato com o Dr Alexandre e, pelo meu relato, percebeu que estava tudo evoluindo bem e pediu para o manter informado.

Meu esposo decidiu não trabalhar e ficar comigo. Ele dormiu a tarde toda (acho que já estava descansando pra maratona que viria), mas eu não consegui deitar, continuei intercalando entre banhos, caminhada, agachamentos, reboladas e vez ou outra sentava pra ler um livro.

 

Quando a noite chegou percebi que estava chegando a hora, a dor ia se intensificando e eu continuava no ritual, a partir das 19:00 hrs não conseguia mais ficar parada no mesmo lugar, banho/dança/agachamento/reboladas/banho e comecei a chorar me entregando a dor, o tampão agora saía em grande quantidade. As 21:00 hrs entrei em contato com a doula, com medo do trabalho de parto ser muito longo, afinal eu tinha sentido dores o dia todo mas elas ainda continuavam vindo de 10 em 10 minutos.

 

Nesse momento comecei a duvidar de mim, como eu pensei que daria conta? Logo eu que sou mole pra dor? Onde eu estava com a cabeça de tentar isso?

 

Entrei em contato com o médico e a doula novamente, as contrações já vinham de 5 em 5 minutos e estava chegando o grande momento, eram 23:30 e eles me encaminharam para maternidade. As 01:00 da manhã nos encaminhamos para o hospital, a dor era muito intensa e eu logo avisei o Danniel: Se a dilatação não estiver no mínimo em 6 ou 7 cm eu quero uma cesárea porque do contrário vai demorar muito e eu estou chegando no meu limite...

 

Continua...

 

 

Please reload

17 Jun 2020

12 Feb 2020

Please reload

© 2016 by Apenas Mãe. Created by LUXLINE FILM & DESIGN

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now